Projeto “Horta Educativa” é desenvolvido em 22 escolas municipais de Moju

0

O projeto municipal “Hortas Educativas: plantando e colhendo bons hábitos alimentares”, criado pela Secretaria Municipal de Educação de Moju (Semed), no início deste ano, está sendo desenvolvido em 22 escolas mojuenses, sendo 11 localizadas na zona urbana e 11 situadas na zona rural. O projeto já está dando bons resultados, pois além de incentivar o plantio de hortas e pomares no espaço escolar, estimula os alunos da rede municipal a se alimentarem com alimentos saudáveis e mais nutritivos.

Conforme a Semed, a ideia é estimular também a criatividade das escolas na criação de hortas bonitas e que visem a consciência ambiental. “Estamos dando apoio ao projeto no sentido de entregar às escolas mudas de camu-camu, fruta típica da região amazônica rica em vitamina C e que previne o câncer”, informou Vera Negrão, nutricionista do Setor Municipal de Alimentação Escolar (SEMAE). A prefeitura também disponibiliza de técnicos da Secretaria de Agricultura para capacitar alguns funcionários das escolas municipais com técnicas de cultivo e plantio.

Na Escola Municipal Boa Esperança, no Km 50, a horta tem contribuído muito com a redução de despesas com verduras e legumes, úteis para o preparo da alimentação escolar. Os próprios estudantes ajudam a regar a horta e fazem a colheita. Na Escola Municipal Santa Rosa não é diferente. “Temos plantação de couve, cheiro-verde, chá, macaxeira, pimentão, cenoura, alface, mamão e muitas outras plantas. Tínhamos alunos que não comiam verdura e frutas. Hoje se alimentam desses alimentos e ainda incentivam a família a fazerem hortas na própria casa e a comerem alimentos saudáveis. É gratificante ver!”, disse a diretora da escola da cidade, Ercilene Lima.

Em data ainda a ser definida, a Semed irá premiar as escolas com os melhores projetos de alimentação saudável.

CRITÉRIOS DE PREMIAÇÃO DO PROJETO HORTA EDUCATIVA

* Inovar nos cardápios;

* Produzir boa quantidade e variar os gêneros alimentícios;

* Conservar e destinar adequadamente o excesso de produção;

* Preencher a planilha de controle da alimentação escolar fornecida pela Semed;

* Enviar relatório com registros de fotos ou vídeos de no máximo 5 minutos em CD ao Semae;

* Incluir hortifrúti nos bons hábitos alimentares na escola;

* Adicionar alimentos nutritivos da horta no cardápio fornecido pelo Semae;

* Criar e revitalizar o espaço de produção;

* Adaptar de forma criativa a horta dentro do espaço escolar.

PREMIAÇÃO

Categoria Merendeira: Prêmio em dinheiro.

1º Lugar: R$ 1.000

2º Lugar: R$ 500

3º Lugar: R$ 300.

Categoria Escola: Prêmio de algum bem material que contribua para a alimentação saudável, a ser definido pela escola.

1º Lugar, 2º Lugar e 3º Lugar.

Por Tatiara Ferranti (Ascom Prefeitura de Moju)

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade